Mencionar hobbies e interesses no curriculim vitae; certo ou errado?

A seção sobre hobbies e interesses no curriculum vitae pode ser uma parte importante do curriculum vitae em determinadas situações. Muitos profissionais incluem essas informações em seus currículos, mas existe um pequeno equívoco sobre o que deve e o que não deve ser informado. Os hobbies e interesses só devem ser incluídos se forem relevantes. Eles podem, por exemplo, ajudar a demonstrar certas habilidades e competências, ou demonstrar uma inclinação a prática de atividades sociais e comunitárias. Com isso, o recrutador pode obter mais detalhes sobre como o candidato realmente é na vida real, assim como seus interesses. Nesse caso, é recomendável inclui-los porque essa é uma ótima maneira de se destacar dos demais concorrentes. Isso também mostra ao empregador um pouco sobre a sua personalidade do candidato, melhorando as chances durante uma possível entrevista de emprego.

Crie o seu curriculum vitae

É recomendável mencionar hobbies e interesses no currículo?

Primeiramente, essa pergunta pode ser respondida de duas formas, sim e não. No caso da resposta afirmativa, incluir hobbies no currículo pode:

  • Ajudar a transmitir a sua personalidade ao empregador, o que, em alguns cenários, se torna uma vantagem adicional
  • Trazer habilidades valiosas, dependendo do setor em que o candidato pretende procurar emprego
  • Ajudar a se destacar do restante, especialmente quando existe uma concorrência acirrada

Por outro lado, incluir os hobbies também pode ter um impacto negativo. Aqui estão algumas razões do porquê deixá-los de fora:

  • Os hobbies geralmente não são relevantes para o cargo ao qual o profissional está se candidatando, e os empregadores podem simplesmente não estar interessados nessa informação
  • Hobbies de caráter questionável ou incomum podem arruinar a candidatura e fazer com que o profissional seja retirado da lista de recrutamento
  • Esse tipo de informação também pode acabar sendo um desperdício de espaço no currículo, ocupando um lugar que poderia apresentar temas mais relevantes, como educação e histórico profissional

A decisão final, entre incluir ou não os hobbies ao curriculum vitae, deve depender inteiramente do nível de experiência do profissional, da posição que ele está se candidatando e do setor no qual pretende trabalhar. Logo abaixo, está uma explicação mais detalhada para ajudar na escolha de incluir ou não a seção de hobbies e interesses no currículo.

Exemplos de situações em que os hobbies e interesses agregam pouco valor

Dependendo de alguns pontos específicos, há momentos em que a inclusão dos hobbies não traz benefício algum ao curriculum vitae. Os exemplos abaixo são de candidatos que não têm motivos para incluir essa informação em seus currículos.

Candidatos com muitos anos de experiência profissional

A título se exemplo, imagine um profissional que tenha entre 5 a 10 anos de experiência no gerenciamento de projetos de TI. Caso se candidatasse a uma vaga de emprego nessa mesma área, por qual razão esse profissional incluiria seus hobbies e interesses? Nesse caso, o melhor é se concentrar em detalhar no currículo as experiências e realizações obtidas anteriormente, pois os anos de atuação nesse meio são o que destacam o candidato dos demais.

Quando os hobbies e interesses são muito comuns

Qualquer item escolhido para estar presente no curriculum vitae deve agregar valor a ele. Não há nada de errado em gostar de fazer caminhadas, assistir a filmes ou sair com os amigos, mas acrescentar isso ao currículo não causa nenhum impacto. Além disso, ainda é provável que a maioria dos candidatos também compartilhe desses mesmos interesses. Em suma, é raríssimo um empregador que esteja à procura de pessoas que gostem de assistir filmes e séries, não é mesmo?

Crie o seu curriculum vitae

Exemplos de quando é recomendável adicionar hobbies e interesses ao currículo

Agora que já foram expostas as situações em que não se deve adicionar hobbies ao currículo, é importante destacar que existem casos em que o oposto disso pode se tornar uma vantagem adicional. Veja nos exemplos abaixo.

Candidatos inexperientes

Aqueles que possuem pouca ou nenhuma experiência de trabalho no campo profissional em que estão se candidatando podem ter dificuldade em indicar as suas habilidades e competências. Alunos à procura de estágio que estão elaborando seus currículos, por exemplo, precisam lidar com essa questão da falta experiências profissionais relevantes. Nesses casos, adicionar detalhes sobre hobbies e interesses pode acabar sendo benéfico. Ter participado de clubes de debate, ou realizado trabalho voluntário em entidades como a Cruz Vermelha são o tipo de hobby que pode abrir portas e demonstrar qualidades como espírito de liderança e trabalho em equipe.

Quem se candidata a um cargo de gerente sem ter experiência profissional em gestão

Os empregadores geralmente exigem experiência em gestão para os cargos de gerência. No entanto, até mesmo o melhor gerente teve que começar em algum lugar. Desse modo, aqueles que não possuem experiência em gestão em esfera profissional, podem demonstrar que contam com essa habilidade de liderança de outras formas. É o caso de hobbies que envolvem atividades como ter sido o capitão de uma equipe ou presidente de uma organização escolar ou universitária.

Pessoas com hobbies relacionados ao trabalho para o qual estão se candidatando

Para aqueles que têm hobbies diretamente ligados ao campo profissional em que estão se candidatando, adicioná-los ao curriculum vitae se torna uma vantagem adicional. Esses hobbies geralmente chamam a atenção do empregador e fazem com que o candidato tenha uma probabilidade maior de garantir a vaga. Por exemplo, para a vaga de um desenvolvedor web, o candidato que destaca como hobby ter criado e mantido um site pessoal é uma boa maneira de destacar suas habilidades e a paixão por esse campo profissional.

Pessoas que estão fazendo uma mudança de carreira

A candidatura a uma vaga de emprego para as pessoas que estão mudando de carreira pode ser algo bem difícil. Na maioria dos casos, eles não possuem uma experiência específica de trabalho nas funções em que estão se candidatando, o que dificulta na obtenção de um emprego. No entanto, se você tiver interesses pessoais relacionados ao novo campo de trabalho, sua menção no curriculum vitae vale a pena, pois demonstra habilidades e motivação compatível. Por exemplo, um advogado que deseja trabalhar em uma revista sobre viagens pode ter problemas em garantir uma entrevista caso inclua somente sua experiência com Direito. Porém, se esse advogado adicionar um pouco mais sobre sua paixão por escrever e viajar, seu currículo se tornaria mais relevante para essa vaga de emprego.

Benefícios de incluir interesses e hobbies

Os empregadores recrutam pessoas para trabalhar para eles; em outras palavras, eles investem nessas pessoas. Portanto, os empregadores estão sempre procurando por indícios nas inscrição dos candidatos que indiquem mais sobre os interesses, as habilidades e as competências dos candidatos. Esses três quesitos são o que os ajudam a decidir se um profissional está apto ou não para aquela vaga de trabalho.

Entre os benefícios da inclusão dos hobbies no currículo, estão:

  • Ajuda os empregadores a obterem informações detalhadas sobre o candidato
  • Alguns dos hobbies ajudam o empregador a entender o tipo de pessoa que o candidato é fora do escritório
  • Pode ser um tema mais fácil para, durante a entrevista de emprego, conversar casualmente com o recrutador antes de chegar aos tópicos mais sérios
  • Hobbies que incluem atividades extracurriculares, como esportes, indicam que o candidato é uma pessoa saudável e fisicamente apto
  • Hobbies como o envolvimento com o voluntariado indicam uma excelente habilidade de interação

Os hobbies que cada candidato decide incluir no curriculum vitae podem revelar muitas informações sobre eles. Sendo assim, é importante verificar se eles são relevantes para o campo de trabalho para o qual se está candidatando. Caso queira entender melhor como adicionar interesses e hobbies ao curriculum vitae, confira os inúmeros exemplos de currículos disponíveis para baixar gratuitamente.

Crie o seu curriculum vitae

Em qual parte do currículo devem ser mencionados os interesses e hobbies?

Como a seção sobre hobbies é opcional, colocá-la na parte superior do curriculum vitae pode passar a impressão errada de que o profissional não sabe como priorizar as coisas. Os hobbies não possuem um impacto maior do que a experiência e as qualificações profissionais na decisão do empregador, portanto, essa seção deve ser breve e ocupar menos espaço. No entanto, existem casos raros em que os hobbies podem ser mais importantes do que a experiência profissional. Por exemplo, para quem acabou de se formar na faculdade e está se candidatando a uma posição de professor de Educação Física em uma escola, convém mencionar atividades esportivas ou competições em que o candidato tenha se envolvido recentemente.

Artigos relacionados

Mais de 112.872 utilizadores já criaram o seu CV

Com o CV maker, pode criar de forma rápida e fácil um CV profissional e distinto, em 15 minutos.

Crie o seu CV

Irá ter 65% mais probabilidade de obter emprego